dinheiro ou vontade

a pergunta mais comum dos últimos tempos, tem sido: e tens pasta (vulgo dinheiro) para isso? e a boca irónica vem sempre a seguir: deves ganhar para caraças! não ganho para...caraças. ganho o normal. a tanya ganha menos que o normal. mas é um projecto que já é pensado há alguns anos e por isso deu-nos tempo para fazer umas poupanças! não vou dizer aqui, claro está, quanto dinheiro pensamos nós que seja preciso para fazer esta viagem, porque também não sabemos, mas não é muito, acreditem. temo-nos baseado um pouco na experiência das pessoas que passam por nossa casa e pela experiência daqueles que acompanhamos nos sites. como todos respondem, tudo depende. conforme a vida que fizermos. o que comermos. onde. onde dormimos. o que queremos visitar. quantos dias ficamos. os países escolhidos. os problemas pelo caminho. os transportes que possamos utilizar. tudo depende! usaremos, claro está, o couchsurfing e o hospitalityclub sempre que possível, mas também a tenda. teremos um pequeno fogão para cozinhar, sempre que não nos for possível ter um espaço para isso. usaremos as bicicletas o máximo tempo possível, que não gasta nada. é um bocado olhar para a vida que fazemos neste momento e calcularmos. onde é que se gasta dinheiro? na renda das casas (guimarães e beja), que não gastaremos! no seguro dos carros, que não pagaremos. no combustível, que não consumiremos. nos copos à noite, que raramente faremos. nos jantares e almoços com os amigos, que não acontecerão tantas vezes quanto isso. portanto, a conclusão a que se chega, é que o que gastaremos, à primeira vista, é o dinheiro da alimentação...e pouco mais! ainda para mais, somos vegetarianos. não fica nada caro! é só calcular! no entanto, não faremos a viagem a "correr". vamos nas calmas. queremos ver quase tudo. o máximo que conseguirmos. não queremos marcar metas. vamos. se quisermos ficar 1 dia, ficamos. 10...também ficamos! faremos o que nos der prazer! porque é assim que queremos ir. iremos aos países que desejarmos. entraremos e sairemos se quisermos. vamos. para cima, para baixo, na diagonal, em formas geométricas, não interessa. para onde o vento nos levar! gastaremos o que acharmos por bem e essencial gastar. mas morrer à fome, isso não. haverá sempre! não é preciso muito. o que é preciso, é vontade. e isso, todos podem ter!

1 comentário:

Lavrador disse...

não hesitem!

vão dando notícias!
lembrem-se da pátria de vez em quando. ela não se lembrará de vós, é certo!

Posts mais populares