conclusões do 3º dia

o facto de o avô da tanya fazer anos - 80!!! - era razão mais do que suficiente para que dessemos motivo ao 3ª dia de treino! o trajecto era de mais ou menos 45km, ida e volta. já o haviamos feito vezes sem fim de carro e sabíamos que desta vez iria ser diferente, pois não poderíamos utilizar as vias rápidas, o tão delicioso alcatrão e, claro está, a força do motor não estava lá para nos puxar! pela 1ª vez, decidimos levar o atrelado de carga, já que o clima não estava muito bem intencionado e a chuva advinhava-se a qualquer instante. partimos às 10h15 e, juntamente com o t e a duda - os nossos cães - fizemo-nos à estrada. os primeiros 7km, não tiveram nada de especial e fomos nas calmas, pois tinhamos a noção que depois seria sempre, ou quase, a subir. sabermos disso, é uma coisa, fazermos isso, é completamente diferente. elas aproximavam-se a não sei se do nervoso, se do cansaço, os sorrisos vinham-nos ao rosto e eu, atrás da tanya, só me apetecia soltar gargalhadas, pois imaginava um rol em sequência repetida de asneiras que lhe deveriam estar a vir à cabeça. mas nada dizia e continha-me sempre até ao topo. então chegados, olhávamos um para o outro e partiamo-nos a rir! olhar em frente era também um prazer, depois destas subidas de montanha...a descida estava logo ali e era só aproveitar, por muito pouco que durasse! e gritávamos...uhhhhhh!!!

nunca foi tanto o prazer de ver a placa a dizer ossela a aparecer! tínhamos conseguido e só tínhamos feito 26km. para lá, era sempre a descer! estávamos mortos, com uma fome do outro mundo e com vontade de tirar uma grande soneca que claro está, não aconteceu, porque estivemos a comer até quase à hora de regressar!

para voltar a ovar, decidimos ir por um caminho diferente. a princípio a paisagem era brutal, pelo meio da floresta, com o rio a acompanhar-nos do lado esquerdo, sem carros, silêncio...mas depois a primeira subida aparaceu. primeira conclusão: detestamos subidas. espera aí, acabámos de comer, estamos ainda no princípio e já nos vamos cansar? não, trata de levar as bicicletas à mão que os cães precisam de urinar! subimos quase 3km e depois a estrada continuava plana. onde estão então as tão desejadas e sonhadas descidas? apareciam sim, mas não em tanta quantidade e isso deixáva-nos de rastos. segunda conclusão: não gostamos deste caminho. perguntávamos aqui e ali como ir para ovar. se este seria o melhor trajecto. a luz do dia a desaparecer e nós sem luz nas bicicletas. os cães tapados nos cestos, porque já fazia um frio horrível. nós de corta-vento. quando chegámos finalmente a uma estrada que conhecíamos...terceira conclusão: enganamo-nos no caminho. ver a "bandeira de xadrez" foi fantástico. olhar para o conta quilómetros e ver que tínhamos feito 57km, foi prova de que não é tão complicado assim fazer tantos quilómetros por dia. e só estamos no 3º dia de treino. não precisámos de pumadinhas no rabinho, nem saquinhos de água quente, embora não tivéssemos posto de lado o gel muscular! esta semana, continuaremos, nas calmas e pela 1ª vez, iremos acampar em algum lado...ainda não sabemos onde.

quarta conclusão: o mundo aqui tão perto!

Sem comentários:

Posts mais populares