burgos, só mais um dia!

saímos do albergue eram quase 8h. com a carmen, a couchsurfer que nos iria receber por uma noite, tínhamos combinado às 8h10 em plaza vega. chegados, a carmen atirou-nos a chave de casa para a mão, apontou-nos o 5º piso e só a voltámos a ver às 22h! a casa por nossa conta, que podíamos comer tudo o que quiséssemos, abrir o que quiséssemos, tomar banho, usar a casa: "sirvam-se" - disse-nos! deitámo-nos um bocado, pois estes dias a pedalar e ter que sair dos albergues até às 8h, não está com nada. quando acordámos e depois de fazermos algumas compras, cozinhámos o nosso almoço e ao princípio da tarde, já nos passeávamos por burgos! no entanto, o facto de ainda não nos termos habituado aos horários espanhóis, causa-nos uma sensação estranha. as cidades, entre as 13h e as 16, encontram-se vazias, tudo está fechado e dá mais a ideia de serem cidades fantasmas e depois, dum momento para o outro, todos acordam e decidem habitar as ruas, entrar nos cafés e dar vida ao vazio!

lançamo-nos a uma caminhada pelas muralhas da antiga cidade, que nos levou até ao topo da colina, onde está o castelo. este, como não poderia deixar de ser, estava fechado. mas não era só às horas da sesta, era toda a semana. só abria na época alta e ao fim-de-semana. e esta, hen? e o resto dos turistas? descemos à cidade e tirámos outra conclusão. o turismo, ao qual pertencemos, provoca em algumas cidades uma coisa estranha a que se dá o nome de ridículo. passamos a explicar. paga-se para entrar em todo o lado: catedrais, igrejas, conventos e afins - estranhamente ou não, ligados à igreja católica - e, aquando da entrada na igreja de san nicolas - gratuita...viva! - reparámos que a mesma se encontrava muito escura e que todas as pessoas caminhavam mal vendo o que estava em frente, não conseguindo perceber bem alguns pormenores do espaço. eis que então uma luz se acende! a igreja ilumina-se e vemos um senhor a sorrir e, com a máquina fotográfica em punho, a acelarar a captação de algumas fotografias...não fosse a luz apagar-se de novo e este ter de colocar...preparem-se...1€ para acender a luz da igreja! pasme-se! pagava-se para ter luz dentro do espaço! já tinhamos visto pagar para acender uma espécie de lâmpadas da
philips que parecem velas, mas agora para a luz da igreja...parece-nos o ridículo levado ao extremo!

deixando as tristezas de parte, burgos apetece! é uma cidade que nos inspira! as ruas, a cor das fachadas, o rio! aproveitando o mote, qual escritores de caneta em punho, sentamo-nos num café a passar para o papel o dia-a-dia, enquanto bebíamos uma coca-cola! estivemos ali, esperando que o sol batesse em nós e amolecendo, ficando cada vez mais preguiçosos! mas queríamos mais e saímos do café, aproveitando a pouca relva que a catedral tem em frente para nos deitarmos!


já em casa e depois do jantar, a carmen regressa cheia de gás - como aliás, parece andar sempre! - e atira-nos uma proposta irrecusável. beber um copo com uns amigos ali, num cafézinho! vamos a isso! ao abrir a porta do cafézinho, olhámos um para o outro e dissemos ao mesmo tempo: "é isto!". o
el patillas é um bar típico de burgos! mas não é um sítio qualquer, é o sítio! coberto de cima abaixo com fotografias, recortes de jornais e cartazes, todos com um tom amarelo do fumo que se sente dentro, cheio de vida, com pessoas de todas as idades, todas com um só pensamento: divertirem-se! há muito barulho no ar, mas também música que vem do canto, onde meia dúzia de pessoas toca guitarra, violino e canta! tiram-se fotografias e quem pedir café, sujeita-se a ser insultado..."isto é um sítio para homens" - deve pensar o sr. armando, o actual dono que é da 3ª geração da mesma família. el patillas é um ponto de encontro do qual é difícil sair! de regresso a casa, actualizamos o blog até o sono nos permitir e caímos na cama como dois "anjinhos"! o dia seguinte será calmo, mas voltar à estrada, cansa sempre um bocado!



6 comentários:

xistacio disse...

se a Carmn algum dia cá vier, tens de a levar à Adega dos Caquinhos" eheh. parem de reclamar e toca a pedalar! (olha rimou!) Bom Caminho

xistacio disse...

P.S.- um GRANDE beijo de feliz anibersário pá taninha lai lai lai! Carago

Vagamundos disse...

São espaços como o el patillas que detêm o verdadeiro caracter e espirito das terras. Ganham alma na autenticidade.
Continuação de boas pedaladas

Troca Letras disse...

Essa de se pagar par ascender a luz é de mais.

Uma pergunta, eu sou de Sintra e gostava de comprar uma das vossa T-Shirts.
É possível enviar o dinheiro da T-Shirt e mais os portes de correios para alguns lugar e depois enviarem-me para casa.

Anónimo disse...

Troca letras, entra em contacto comigo, eu trato do merchandising. Alexandre Rosas avr.caetano@gmail.com

Thelma & Louise disse...

me apunto el nombre (Adega dos Caquinhos)... seguro que es uno de esos sitios especiales... y yo esos no me los pierdo!! :)
Carmen (perdon... ni idea de Portugues!)

Posts mais populares