vagueando em logroño

no nosso segundo dia em logroño, acordámos mais uma vez tarde e, depois de tomar um bruto de um pequeno-almoço, saímos à rua, sem nunca nos lembrarmos que em espanha nunca se deve sair de casa para visitar alguma coisa, se não for até às 13h ou depois das 17. conclusão, passado meia hora de termos saído, já tudo estava fechado e não pudemos entrar, ver, comprar ou visitar nada. lindo serviço. solução? passear por entre as ruas, fotografar, estacionar um pouco na biblioteca em busca de informações - sim, porque até o turismo fecha - sentarmo-nos aqui e ali, almoçar às 3 da tarde um fallafel delicioso e desesperar pois nada abria a horas decentes. enquanto isso, paravamos em todas as esquinas para nos deslumbrarmos com os graffitis enormes e incríveis que esta cidade tem!

"vamos para casa e cag*# nas visitas" - foi o decidido. antes, no entanto, havia que ir ao supermercado, comprar as coisas para o dia, sim, porque nesta vida não se pode comprar quase nada para os dias seguintes, na iminência de estragar tudo. voltando a casa, encontrámos finalmente algum movimento na rua e caminhando mais uma vez - seria a 5ª? - em direcção à livraria que tanto gostaríamos de ver aberta, o dono estava precisamente naquele momento a abrir a dita! depois de algum tempo às voltas à procura não sabemos de quê, perguntámos ao proprietário por um livro não muito grosso - já que andávamos em viagem de bicicleta e não poderíamos levar muito peso - escrito em castelhano e de um autor espanhol contemporâneo. o senhor, de imediato se levantou e passou-me para a mão um livro de eduardo mendoza que, a não ser muito contemporâneo, me garantiu ser "a cidade dos prodígios" um grande livro! (a verdade é que, até agora, estou a gostar!)

já em casa, passámos algum tempo na internet, a ler e a fazer mudanças nos próximos dias. depois de jantarmos, o diego finalmente chegou e após uma breve conversa, despedimo-nos, pois sabíamos que no outro dia de manhã talvez não nos voltássemos a ver. aquela cama tão confortável recebia-nos pela última vez...mas prometemos voltar!



Sem comentários:

Posts mais populares