puro delírio

fazemos parte do painel dos cicloturistas naquele que consideramos o melhor site do género! obrigado à friedel e ao andrew pela oportunidade! momento de delírio! viva!!!

um desejo

quero ir dar a volta ao mundo de bicicleta!



erros numa viagem de bicicleta

pensar de novo. Pensar no que se fez no primeiro dia em que tentámos andar de bicicleta.

lembram-se? pensar em como era difícil ficar em pé, tentando uma e outra vez encontrar o ponto de equilíbrio até que, finalmente, horas ou mesmo dias depois, finalmente alguém nos larga e saímos nós, estrada fora!

viajar de bicicleta não é diferente. ok, já sabemos como montar numa bicicleta, mas a vida na estrada pode ser um bocado complicada até termos alguns quilómetros debaixo das rodas, por isso, eis 3 coisas a não fazer.


a pressa

lembrar sempre de uma coisa antes de partirmos para uma viagem de bicicleta: a velocidade e a distância não são os principais objectivos.

relaxar! na estrada, vemos muita gente que passa por a alta velocidade, tentando chegar o mais cedo possível ao destino a que se propuseram, não alterando uma única vez a sua rota. o que acontece? não apreciam a paisagem. não têm qualquer contacto com os locais. não sabem a história. não se interessam pela cultura. e perguntamos então: para que saem do seu país? porque não andam somente às voltas do quarteirão e fazem aquilo como um exercício e não uma viagem? uma aventura deste tipo, tem de ser feita calmamente, porque só assim faz sentido! só assim nos conseguimos divertir e ter prazer!

não se deve levar a coisa ao ponto de odiarmos o que estamos a fazer. se num dia nos apetecer cortar 20 ou 30kms à viagem, porque não queremos mais pedalar nesse momento, porque queremos ler um livro, comer um gelado ou porque conhecemos alguém logo à saída que nos convidou para um café e conversar, aproveitamos! quando se regressa, daremos mais importância a esse momento aproveitado do que aos 70 ou 100kms que fizemos nesse dia!


não comer o suficiente

comer muito durante este tipo de viagem, parece óbvio, mas há imensa gente que, pelo trajecto e a quantidade de quilómetros que quer fazer nesse dia, se esquece deste promenor tão importante. quando começamos, não estamos acostumados a consumir grandes quantidades de calorias. não estamos também acostumados a manter um stock de comida na bicicleta, para o caso de não encontrarmos um supermercado, ou para quando um qualquer sinal no nosso corpo é enviado, dizendo que as reservas de energia estão mesmo no fim.

para piorar a situação, isto faz aumentar a irritabilidade e, quanto mais ignorarmos estes sinais, menos somos capazes de tomar uma decisão racional. quando se viaja com alguém, isto pode criar discussões, indecisões e outros problemas que, não nos apercebendo, são causados pela falta de alimentação.

uma pausa para uma sande, fruta, chocolates ou frutos secos de pelo menos 2 em 2 horas, ajuda na e proporciona o bem estar necessário à continuação da mesma! não é de admirar que se comece a tomar 2 pequenos-almoços, almoço, parar duas vezes para lanchar, jantar e, antes de irmos para a cama, ainda haver espaço para mais comida!

na hora das refeições, comer com vontade e comer bem, é o mais importante! no entanto, ter sempre de reserva massas instantâneas, frutos secos, bolachas e chocolates, é essencial, porque desenrasca sempre em qualquer situação!


ouvindo os “treinadores de bancada”

viajar de bicicleta, continua a ser uma atividade bastante estranha que tende a provocar fortes reações do público em geral. algumas pessoas usam palavras como "incrível" e "inspirador" quando se fala do plano, mas muitos outros, tentam dissuadir.

"nunca fizeste isto antes. o que é que te faz acreditar de que és capaz?" ou “elouqueceste? é uma ideia um bocado arrojada para as tuas capacidades, não achas?” ou “precisas de muito treino. esquece”. depois, há os locais dos países por onde passamos que têm sempre uma opinião acerca dos outros países onde, na maioria das vezes, nunca estiveram. há sempre frases muito famosas como: “nesse país, cuidado” ou “aquilo lá é só terroristas” ou ainda “opá, eu se fosse a vocês não ia. vão ser roubados de certeza” - aliás, antes mesmo de sairmos de portugal, houve uma pessoa dum jornal para o qual escrevemos que nos disse: “uma coisa que tenho a certeza, é que vão ser assaltados. disso tenho a certeza!” - enfim.

para algumas pessoas, pode ser complicado encontrar coragem para sair, quando todos os dias alguém nos atira isto à cara e todos os dias a televisão debita misérias, assaltos, atentados, mortes. mas coloquemos estas perguntas a nós próprios:

  1. será que a pessoa que disse tudo isto, tem experiência em primeira mão com a situação? provavelmente não! então, que a informação entre a 100 e saia a 300!

  2. existe alguma coisa que se possa fazer para reduzir o risco? às vezes, o que dizem, acontece mesmo, mas pode fazer-se muita coisa para o contrariar! se alguém nos diz que existe imenso trânsito e pode ser perigoso, compra-se um espelho e roupas fluorescentes para diminuir a probabilidade de ter um acidente. simples!

  3. será o risco maior do que aquele que se enfrenta no dia-a-dia? trata-se de ver as coisas numa outra perspectiva! o desconhecido sempre parece um pouco mais assustador, mas ficando em casa não há ninguém que nos garanta que é 100% seguro. basta usar o bom senso! todos os dias um novo dia! todos os dias uma diferente abordagem! todos os dias pessoas novas! todos os dias um novo idioma! todos os dias, dias diferentes! se pensarmos positivamente, se formos optimistas, a viagem correrá lindamente!



instituto politécnico de leiria

dia 12, viajei (a tanya não pode estar presente por razões profissionais) a convite do instituto politécnico de leiria, até esta cidade, com o intuito de participar na semana da saúde do mesmo instituto, partilhando a nossa história de viagem a quem quisesse ouvir! o convite partiu do T.aT. Students Today and Citizens Tomorrow e depois de lermos a seguinte frase: "motivar, sensibilizar, são palavras de ordem para uma efectiva mudança!" - não podemos deixar de aceitar o convite!

assim, para uma plateia reduzida a princípio, que se foi compondo à medida que o vídeo ia passando e as palavras, depois, iam saindo, tentei percorrer todos estes 9 meses de pedaladas em pouco mais de 30 minutos de conversa! consegui! as perguntas surgiram logo depois e obrigatoriamente, temas como a segurança, o dinheiro, a preparação física ou o emprego, apareceram! prometo que não motivei ninguém a despedir-se! o que tento explicar sempre, é que tudo passa por prioridades e isso sim, é o mais importante! tudo passa por concretizar sonhos, objectivos e ideais e lutar por eles! tudo passa pelo prazer de viver, de conhecer, de partilhar, de ensinar, de aprender!


tudo passa pelo que a vida deveria ser: simples e alegre!




8 de abril - ovar

no passado dia 8 de abril, em noite de futebol europeu, uma iniciativa foi marcada pela envolve-te para as 21h30 no centro de arte de ovar - a nossa aventura - a nossa história de viagem, durante 9 meses e 12000kms pela europa! depois de termos voltado desta aventura, muitas foram as pessoas que nos faziam perguntas sobre como tinha sido, o que tínhamos gostado mais ou menos, o que sentimos e outras tantas questões que, na resposta, quase sempre, ouviam: "qualquer dia juntamos toda a gente aí num café qualquer e contamos a história a todos ao mesmo tempo!" - pelo que nos respondiam: "isso é que era!" - e nós, assim fizemos! não só passámos mensagem por internet em diversos sites e blogs, como fizemos cartazes e flyers para dar a conhecer às pessoas o "acontecimento". não sabemos se por ser noite de futebol e ainda por cima a equipa portugesa ter perdido se, que é para aqui que nos inclinamos, mais uma vez acontece qualquer coisa de diferente por estas bandas e, mais uma vez as pessoas terem ficado em casa a queixarem-se de que "não se passa nada", esses curiosos mais jovens, não apareceram como pensávamos, embora já estivéssemos a contar. infelizmente.

mas a sala estava cheia! de familiares, de amigos que já tinham ouvido as aventuras algumas vezes, de outros amigos de que não estávamos à espera e foram chegando e de conhecidos e alguns curiosos e a estes sim, queremos agradecer a presença, as perguntas, o interesse, a amizade! a estes sim, admitimos todas as críticas, porque tentam, fazem e participam!

em relação à noite, achamos que correu muito bem! um pouco diferente do habitual, começámos com um vídeo e partimos logo para a conversa, com os presentes a questionar aquilo que mais lhes interessava saber, evitando - embora não conseguindo muito! - que divagássemos!

foi uma noite diferente, com histórias não só nossas, mas também de outros, com projectos de outros, com opiniões dos outros! em tom de conversa, porque só assim uma viagem faz sentido! partilhando!

ovar, finalmente!

amanhã, dia 8 de abril, pelas 21h30, estaremos no café do centro de arte de ovar para falar com amigos, conhecidos e curiosos sobre a viagem que concluímos, depois de pedalarmos 9 meses e 12000kms pela europa!


semana da saúde - leiria

no contexto da semana da saúde do instituto politécnico da universidade de leiria, que decorrerá entre 12 e 16 de abril, o projecto 2numundo foi convidado a estar presente para palestrar, enquanto exemplo de referência. a ideia, é relatar a nossa experiência. o tema proposto foi "viagem além fronteiras em bicicleta". a nossa participação será no dia 12 de abril - dia de abertura - pelas 18 horas!



do cairo a teerão

o filipe morato gomes anda pelo médio oriente! durante 3 meses, vai percorrer o trajecto do cairo, no egipto, a teerão, no irão! para quem o quiser acompanhar, aqui!

Posts mais populares