hola espanha!

hola!

cá estamos nós nas estradas de nuestros hermanos! estas, já nos são familiares, longas, a perder de vista! trocamos as longas subidas de portugal pelas monótonas estradas de espanha. trocamos o nosso bom pão, pelo pão borracha que chega congelado aos locais de venda. trocamos o bom café, pela água escura intitulada de café... mas nem tudo é mau! o certo é que estamos cada vez mais perto de macau!!!

passando a fronteira, escolhemos ciudad rodrigo para uma pequena visita e um pequeno descanso! merece que nos serpenteemos pelas suas ruas estreitas,embora a nova construção tire toda a beleza que a cidade podia ter mantido. não conseguimos encontrar guarida, o que nos obrigou a pegar de novo na bicicleta e fazer mais meia dúzia de kms até uma pequena terra que tem como nome (vou procurar nos nossos apontamentos...) valdecarpintetos. tem no máximo dez casas em que oito parecem abandonadas! garantiram-nos que era seguro acampar em qualquer canto. sendo assim, mãos à obra e tenda montada! dormimos seguros com dois cães que insistiram em dormir ao lado da tenda e em que a meio da noite, um deles, lembrava-se de latir como se não houvesse amanhã! mas o certo é que estavamos protegidos! nessa manhã, soube bem vestir o polar e imaginar o frio que iremos passar daqui a algum tempo...
o corpo foi aquecendo à medida que os kms eram somados, a caminho de salamanca, onde o césar de ovar, nos esperava! gostamos dos dias de descanso e aprendemos um pouco mais sobre a história da cidade! a amiga do césar, a belém, guiou-nos através dos seus conhecimentos! desvendamos o mistério do famoso astronauta esculpido na cadedral; descobrimos a rã na cabeça da caveira, numa das suas fachadas; ouvimos a história da festa em homenagem às prostitutas... foi através da belém que soubemos o porquê das pedras da catedral estarem marcados com diferentes símbolos, ora com cruzes, ora com z, ora com um quadrado...
agrada-nos salamanca! sentimo-nos bem nela, com o seu tom pastel!

la alberca ficava a poucos quilómetros, mas os suficientes para serem muitos para querermos fazer tamanho desvio de bicicleta. tínhamos em mente visitar esta pequena aldeia que muito nos
agradou pelas fotos que vimos! antes disso, o césar levou-nos ao topo da serra de francia, onde tivemos das vistas mais incríveis! de um lado , tínhamos a espanha plana e do outro, a espanha montanhosa! voltamos a serpentear a estrada íngreme até la alberca. as suas casas atraem muitos turistas assim como as suas tradições. não assistimos a nenhuma delas, mas sabemos que todos os dias, faça chuva ou calor, ao entardecer, as mulheres saem à rua, murmurando uma reza, seguida de um cântico. percorrem assim as ruas da aldeia, chamando as vizinhas à rua, protegendo as almas que já partiram. é uma das tradições mais enraizadas da terra! deixamos salamanca, mas não sem antes agradecer do fundo do coração ao césar e à sua família!


ávila ficava a uns bons 111 kms e foi preciso percorrê-los para conhecer o angel e a marta! foi cansativo mas valeu a pena!!! ao chegar e ao depararmo-nos com a enorme e bem conservada muralha, decidimos ficar um dia mais nesta cidade que, assim como salamanca, é património mundial da unesco. em ávila "no passa nada" mas vale a pena conhecer! percorremos a cidade com o angel e a marta e em duas horas estava tudo visto! o resto do tempo foi a conhecer os cafés!

como vemos se o café/bar é bom? pela quantidade de lixo que existe no chão! atirar os palitos ou os guardanapos para o chão, é sinal de que as tapas nos agradam. foi difícil mas conseguimos fazê-lo também... foi estranho mas quisemos mostrar o nosso agrado! ávila é segura! tão segura que nos esquecemos da carteira no bar onde estivemos à noite, fazendo parte do encontro de trocas de idiomas (portugueses, chineses, espanhóis, americanos e uma russa) e no dia seguinte, a carteira lá estava, bem guardada.

o dia da partida, foi o dia mais duro da viagem! o vento forte cansou-nos e assustou-nos! subimos aos 1400 metros e pedalamos nas descidas... demoramos a chegar ao destino e chegamos estourados! o vento empurrava-nos para a berma e fez doi-doi no meu joelho! medo!
san martin de valdeiglesias, alguém conhece? dormimos num pavilhão desportivo. ao que parece, é lá que os peregrinos do caminho levante, de santiago de compostela passam a noite. éramos os únicos e quando se dorme gratuitamente, não nos podemos queixar. a verdade é que não tivemos motivos para tal! o único problema, foi acordar e ouvir a chuva a cair forte!!! "podem ficar mais um dia" dizia a senhora das limpezas. agradecemos mas queriamos chegar rápido a madrid! saímos com chuva e testamos o nosso material impermeável! impecável!!! a chuva teimava em cair e os espanhóis teimavam em nos mandarem pela auto-estrada! tínhamos à nossa frente uns 65kms mas esses, por causa da transformação das estradas municipais em autovias sem aviso prévio em lugar algum, fizeram-nos percorrer 101!!! que nervos!!! a chuva não parava... demos voltas e voltas e para ajudar, madrid não é uma capital pequena. assim sendo, as voltas e mais voltas permaneceram! mas cá estamos, ao lado do santiago barnabéu, em casa da ana, de ovar! ficaremos uns dias por cá em descanso! sim, porque isto de andar de bicicleta cansa! a roupa está estendida a secar e amanhã seremos turistas em madrid!

7 comentários:

Anónimo disse...

Melhoras para o dói-dói! :P

Nuno disse...

Boas....

Parabéns pelo Projecto, sigo diariamente.Este fim de semana estou em Madrid vocês ainda vão estar por ai?

Abraço e força ai, Portugal vos segue...

Nuno

Anónimo disse...

Então?? Caiste e não disseram nada quando vos liguei.
Da outra vez a 1ª caidela foi do Rafa agora foi a Tanya.
Olha , hoje de manhã o "T", parecia a Rosa Mota a correr quando viu do outro lado do jardim um senhor numa bicicleta e claro a "Duda", não quis ficar atrás . Desiludidos!! Lá lhes tentei explicar que ainda faltavam muitos meses para vocês regressarem ,mas não ficaram convencidos ,porque há pouco viram a vizinha que tem uma carrinha preta e foram confirmar quem a conduzia.Desisto! Não vou mais explicar-lhes( risos).
Até logo. Beijinhos e lambidelas dos vossos filhotes

Paula Vidigal disse...

De Salamanca só conheço só sei identificar o sapo, por que não contarem as outras estórias?

viajantedecasaascostas

ruimnm disse...

belas histórias. continuamos aqui a pedalar com vocês...

Pirate disse...

Salamanca "a uns cura a outros manca" como se dizia na Idade Média...a Universidade de Medicina é milenar. O dói dói da Tânia foi feito depois de Salamanca? Se sim, olha que azar...:-)
Que tudo corra bem asta Madrid !!
Carpe Diem

http://pirat-downunder.blogspot.com/

Anónimo disse...

Hola desde Madrid.
Soy el chico que os dio unos chocolates en la gasolinera de Valdemorillo. Espero que vuestro viaje este siendo inolvidable.
Yo desde aqui os envio mi apoyo.
Os seguiré a través del mundo.
Saludos.
Gonzalo.

Posts mais populares