alguém quer responder?

Nestes 11 meses que temos de viagem, foram muitas as pessoas que nos escreveram, incentivando-nos, dando-nos força e coragem para esta viagem! Não foram muitas, foram imensas! Foram também muitos os que nos pediram dicas de viagem, conselhos e que respondêssemos a curiosidades que tinham, o que sempre fizemos! Nunca, pelo que nos lembramos, deixámos para trás um email por responder! Sempre agradecemos, a todos os que connosco pedalam nesta odisseia, todas as palavras e todo o tempo que a ler o nosso site dispensam! Transcrevemos até alguns excertos ou mensagens que nos enviaram, quando nos tocaram de alguma maneira! 

No entanto, e porque nem só de boas mensagens está a nossa viagem feita, recebemos, pela primeira vez, uma mensagem de "desapoio" ou "desincentivo", se assim podemos chamar. Não concordamos com as palavras que nos foram dirigidas, achando até que caem no absurdo e, por essa mesma razão, não quisemos responder. Porém, como aceitamos as opiniões de todos, mesmo que com elas não concordemos, queremos deixar aqui a mensagem, para que todos, à sua maneira, possam concordar ou não!

"João Nobre (joaonobre1947@gmail.com)
ANDAM A PASSEAR NO MUNDO MAS SE CALHAR SE VOS PEDISSEM PARA TRABALHO COMUNITARIO NAS VOSSAS TERRAS  NÃO TINHAM TEMPO OU DISPONIBILIDADE E EU SEI DO QUE ESTOU A FALAR.DEPOIS QUEREMOS QUE OS FINLANDESES  ALEMAES E OUTROS NOS EMPRESTEM DINHEIRO.POIS EM VEZ DE TRABALHARMOS QUEREMOS E PONTES ENTRE OS FINS DE SEMANA PRAIA  BENEFICIOS  PORQUE OS SACRIFICIOS SÃO PARA OS OUTROS  NAO TENHO PENA NEM ELOGIO A VOSSA AVENTURA"

Alguém quer responder?

21 comentários:

Anónimo disse...

Desviem a roda e não pisem!

Ningyo disse...

De frustrados está este Portugal cheio. É normal que as vossas viagens irritem muita gente - as pessoas têm vidas de merda e, acima de tudo, não conseguem ultrapassar a sua pequenez mental e isso, claro que provoca frustração. Como vivem na merda, exigem que os outros vivam também. Mas oh surpresa das surpresas! Este país não tem só desgraçados agarrados a trabalhos das 9 às 7, a ganhar 500 euros! Também tem gente que ousa, que vê para lá da sua aldeia, e com um paradigma diferente de vida. E era só o que faltava que tivéssemos todos que ser escravos do nosso país! A conversa deste senhor é a mesma do boneco do Nuno Lopes dos Contemporâneos: "Opa vai mas é trabalhar! Vai mas é fazer qualquer coisa de útil à sociedade!": o retrato do provincianismo no seu melhor. Estes são os mesmos que acham que os artistas são uns preguiçosos e que a cultura não faz falta à sociedade pelo dinheiro que consome ao erário público. E é por estas e outras faltas de visão que estamos em crise, não por haver gente corajosa, criativa e com ideias. E já agora estou curiosa para saber que tipo de voluntariado faz este senhor que, pelas palavras, é certamente muito activo na sua comunidade.

Ana Luísa

Gil disse...

Alguém que teve um ou vários dias maus e vocês levaram por tabela. Alguma razão há-de ter mas é um assunto que passa completamente à parte do vosso projecto.

Como disse o anónimo, desviem a roda e não pisem.

Continuação de boas pedaladas
Abraço suiços!
Gil

Anónimo disse...

Ás vezes há "coisas" que mais vale ignorar. Há gente frustrada com as suas vidas e depois dá nisso. Como foi referido anteriormente, “Desviem a roda e não pisem!” ;)
Força, Beijos e Abraços

Leonardo Maia disse...

A inveja é uma coisa muito feia...

Rita Miranda disse...

A minha mãe disse "muito bem! sim senhor!" Mas ainda não tinha tomado o pequeno-almoço, por isso...

E eu digo: perder tempo a responder a este senhor é descer ao mesmo nível de ridículo que ele.

NUNO FERREIRA disse...

IGNOREM.
Eu andei a atravessar Portugal a pé e num comentário por baixo de uma entrevista que dei a um jornal alguém escreveu: "Mais um que anda a passear". 99,9 por cento está com vocês. Eu sigo a vossa viagem há muito tempo e são uma inspiração para mim. Tomara ter a vossa coragem.
Abraço
nuno

Anónimo disse...

Que frustrado! Que diarreia mental! Que barrigada de riso! E escrever sem ser aos BERROS (maiúsculas), sem erros e com pontuação? Ficava mais bonito, não? A Alemanha e a Finlândia até eram capaz de nos emprestar uns euros só por causa disso! Ah, e que tal em vez de te sentares atrás de um computador a importunar quem não é frustrado (sim há pessoas que não são frustradas, por muito que te possa custar a aceitar!) utilizasses esse tempo para fazer trabalho comunitário?! Isso é que era. Como diria o Nuno Lopes dos Contemporâneos: "vai mas é trabalhar!!" Cumprimentos aos aventureiros que são uma verdadeira inspiração para todos nós! Os felizes, claro!

Rodolfo Dégues disse...

Querem a minha opinião? Sinceramente nem vale a pena perder o meu e o vosso precioso tempo a responder.

Acho que o melhor é mesmo ignorar e passar por cima do comentário. Será certamente um frustrado, infeliz e com um sentimento de inveja muito grande... É da vida. Este mundo tem lugar para todos. Pode ser que aprendam e que mudem de opinião um dia... :):):):). E aí tenho a certeza que vocês vão deixá-lo fazer um comentário em condições.

Abraços, beijos e continuação de boa viagem...

Pedro disse...

Para mim... vocês dão muito a Portugal. Quase como os primeiros marinheiros que abandonaram o conforto dos seus lares para aceitarem desafios! Vocês pegaram na bicicleta e foram à procura de novas aventuras. Vocês são autênticos embaixadores no contato que vão tendo com outros povos e aventureiros com que se cruzam...

e de certeza que irão ter muitas mais histórias para contarem quando chegarem! viajar é sem dúvida uma forma de conhecimento... tanto para quem viajou como para quem tem a possibilidade de contatar com os viajantes... neste caso agradeço pela partilha da vossa experiência!

Força nas pernas e venham mais histórias..

abreijos
Pedro Leitão

Joaquim Manuel Alves de Sousa disse...

DIREITO À LIBERDADE À AVENTURA À AMIZADE INTERCONTINENTAL, À ALEGRIA À FELICIDADE, AO BOM NOME E À BOA REPUTAÇÃO

"João Nobre (joaonobre1947@gmail.com)
ANDAM A PASSEAR NO MUNDO MAS SE CALHAR SE VOS PEDISSEM PARA TRABALHO COMUNITARIO NAS VOSSAS TERRAS NÃO TINHAM TEMPO OU DISPONIBILIDADE E EU SEI DO QUE ESTOU A FALAR.DEPOIS QUEREMOS QUE OS FINLANDESES ALEMAES E OUTROS NOS EMPRESTEM DINHEIRO.POIS EM VEZ DE TRABALHARMOS QUEREMOS E PONTES ENTRE OS FINS DE SEMANA PRAIA BENEFICIOS PORQUE OS SACRIFICIOS SÃO PARA OS OUTROS NAO TENHO PENA NEM ELOGIO A VOSSA AVENTURA"

LAMENTO, COMO PROFESSOR, TER DE LHE LEMBRAR ALGUNS DIREITOS HUMANOS QUE SEGURAMENTE SERÃO UNIVERSALMENTE ACEITES, EMBORA NEM SEMPRE SEJAM OBSERVADOS POR TODOS, NOS DEMAIS PAÍSES DESTA ALDEIA GLOBAL QUE HABITAMOS.
DEVO DIZER QUE PORTUGAL SÓ NÃO TEM MAIS COLABORAÇÃO DOS SEUS CIDADÃOS PORQUE PARTIDOS DO ARCO DO PODER CONFUNDEM A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA E A QUALIFICAÇÃO DE ALDEIAS VILAS E CIDADES COM A POLITIQUICE BARATA QUE NÃO LEVA A LADO NENHUM. INÚMERAS TENTATIVAS DO PODER LOCAL PARA MUDAR O INSUSTENTÁVEL ACABAM QUASE SEMPRE AFOGADAS NUMA TEIA BUROCRÁTICA, GERADA POR ESSES MESMOS PARTIDOS.
A DEMOCRACIA É BELA MAS LEVADA AO EXAGERO FICA MUITO CARA E CONDUZ UM POVO AO ABISMO ECONÓMICO FINANCEIRO, À RUÍNA. PROPAGANDA POLÍTICA NOS ÚLTIMOS 6 ANOS DEU NO QUE DEU....
NÃO CONHEÇO O RAFAEL E A TÂNIA MAS SEI DA SUA AVENTURA ÍMPAR E COMO PORTUGUESES QUE SÃO MERECEM A MINHA ELEVADA ESTIMA E CONSIDERAÇÃO.
AS SUAS PALAVRAS POUCO ACOLHEDORAS E POUCO SIMPÁTICAS NÃO LHE FICAM LÁ MUITO BEM POIS NUMA CULTURA, NUM POVO, NUMA NAÇÃO COM MAIS DE 700 ANOS DE HISTÓRIA HÁ MAIS VIDA PARA ALÉM DA MESQUINHEZ DOS SENTIDOS DE ALGUNS VELHOS DO RESTELO QUE ESTÃO E SÃO SEMPRE AQUELA MANIFESTA OPOSIÇÃO QUE NÃO GERA NEM CONHECIMENTO, NEM MAIS VALIA ECONÓMICA, NEM ALEGRIA, NEM AMIZADE, NEM FELICIDADE DE ESPÉCIE ALGUMA.
INICIATIVAS DESTE GÉNERO PODERÃO TRAZER MUITO MAIS PROSPERIDADE AO PAÍS DO QUE LAUTOS JANTARES GOVERNAMENTAIS OU FAUSTAS E POMPOSAS VIAGENS DOS SENHORES QUE NOS GOVERNAM, AO NÍVEL LOCAL E AO NÍVEL NACIONAL. APESAR DE NÃO OS CONHECER DIGO E PARTILHO COM AS PESSOAS DO MEU CONCELHO:

VIVA A TÂNIA E O RAFAEL !

FAÇAM BOA VIAGEM!

MOSTREM AOS QUE CRUZAREM CONVOSCO A GRANDEZA DESTE PAÍS E A GRANDEZA DESTE POVO!

OPINIÕES MENOS CONSENSUAIS OU PORVENTURA MENOS SIMPÁTICAS PERMANECEM NA INSIGNIFICÂNCIA DE QUEM AS AFIRMA
Em 25 de agosto de 2011 10:09, 2numundo <2numundo@gmail.com> escreveu:
- Mostrar texto das mensagens anteriores -

Anónimo disse...

Fizeram bem em não responder a este senhor "ressabiado"...
Isto é apenas mais um tuga com mentalida retrógada que sabe usar a internet durante a hora de expediente (provavelmente...), para não coçar a tomadada à frente dos colegas e para encher chouriços a fingir que é proactivo (enquanto vê as fotos deste blog)..
Fizeram em partilhar esta pérola da sabedoria lusitana que está, aparentemente, cheia de raiva por dentro e de erros de pontuação e de construção frásica...

Diga lá senhor João Nobre (se é esse o seu nome e se foi burro ao ponto de enviar um email a partir do seu email pessoal lol), que tipo de trabalho comunitário o senhor faz/desenvolve. Será do tipo de trabalho comunitário dos que não arranjam emprego e que têm de fazer serviço público para encher chouriços e estatisticas?
Adorei o primeiro comentário de resposta a este post e concordo totalmente.
Elucide-nos.. Partilhe a sua sabedoria e diga-nos o site/instituação com a qual podemos interagir e fazer trabalho comunitário.....

Portugal está cheio de pessoas invejosas, pequenas e mesquinhas que têm medo de arriscar e que só sabem protestar e nada fazer.

Esse senhor, deveria era enviar um email ao senhor Sócratanga e aos seus comparças politicos, para os incentivar a fazer o "tal trabalho comunitário" de que tanto fala, mas que pouco explica ou exemplifica.

Se quer viver na merda, faça-o por sua conta e risco, mas não venha ameaçar pessoas (jovens) que tiveram a ousadia de juntar todos os trocos que juntaram a trabalhar para ir viajar, sem enganar o estado, os contribuintes ou a chular subsídios indevidos lol.
Ao contrário de muita gente, o Rafael e a Tanya não devem ter (com certeza, pois não os conheço) a hipoteca do carro, da mota, do televisor, das férias do resort e do cartão de crédito para resolver....

Bem, já me estou a alongar demasiado.. Só tenho a dizer que, tomara muita gente ter a ousadia do Rafael e da Tanya.
Eles podem não fazer trabalho comunitário directamente, mas, involuntáriamente, estão a entrar na vida das pessoas/familias com quem partilham o jantar, um sorriso, uma fotografia ou um video.
Se bem me recordo, num dos posts, vimos o Rafael e a Tanya a demonstrarem numa escola a sua viagem às crianças! Para quem nunca saiu da sua aldeia, deve ser inspirador conhecer duas pessoas de um pais longínquo, fazendo-as ver que existe muito mais para além daquilo que conhecem....

Ora bem, continuação de boa viagem e lembre-se, senhor ressabiado, que olhar para o umbigo é feio, mas invejar e insultar os outros é bem pior..Meta-se na sua vidinha.. Faça queixa ao Governo, mas deixe os Portuguese viverem a vida que eles querem. Já estamos todos fartos de ser os coitadinhos que precisam de ajuda e os que se rebaixam durante toda a vida a contar os trocos para comer, depois de comprarem um carrinho bonito e afins...

A

Anónimo disse...

Independentemente da possível inveja, frustração, etc, achei perfeitamente despropositado, inoportuno, desadequado ... mas enfim, temos que ser tolerantes e respeitadores ...
Continuação de boas viagens
13

Eliseu disse...

Amigos,
Para acessar a esta página, seja directa ou indirectamente, houve algo que o motivou, algo associado e esta liberdade de viver, de ser capaz de deixar tudo para traz, de mudar, de HUMANIZAR... E quando refere que não tem pena nem elogia a vossa aventura, o próprio contexto o desmente, pois na realidade, o Sr. João Nobre esteve na vossa página e certamente se deliciou com o teor da mesma e quando tomar consciência de que viver é mais do que 9-18 2ª a 6ª terá pena de si mesmo e das aventuras que perdeu...
Beijos e abraços e até ao vosso regresso...

Rga2007 disse...

Força Tânia. Dá-lhe Rafael. Vocês estão a fazer muito por Portugal. É da imagem deste país que vocês muito cuidam sendo embaixadores no século XXI de uma nação nobre e imortal. Trabalho como um louco ao serviço deste país, embora seja moda meter toda a função pública no saco da inutilidade. Quando posso faço quilómetros nas estradas portugueses. Às tantas muitos farão comentários idiotas como os desse limitado senhor na sua incapacidade de perceber. De facto é demasiada mesquinhez. Nem ao velho do Restelo o posso comparar, porque esta figura camoniana aparecia dotada de capacidade crítica, que é coisa que não reconheço ao autor daquele comentário (que deveis evitar para não sujar as rodas das bikes). Abraço. Obrigado pelo que estão a fazer por nós todas. É um orgulho!

zulmira disse...

Rafael: Ao não responderes ao comentário deste "senhor", mostraste mais uma vez que és tu próprio.
Sei que só podias ter esta conduta.
Muita força!!CONTINUEM.

Rui disse...

Viajar faz-nos ser melhores pessoas. Faz-nos, inclusive, ser mais capazes nas nossas profissões.
Uma das (muitas) razões porque precisamos de pedir dinheiro aos Alemães e aos Finlandeses é precisamente porque nós Portugueses viajamos pouco, porque temos pouco conhecimento do exterior, porque temos pouca flexibilidade e capacidade de adaptabilidade.
Quantos Finlandeses e Alemães encontraram na vossa viajem? E quantos Portugueses?

david estrela disse...

já realizei a vossa viagem pelos''estãos'' em 2010 de autocaravana,eu só com a minha mulher,e sei das enormes dificuldades que se nos deparam nesses países onde nem sequer há representação diplomática portuguesa; admiro a vossa coragem em a fazerem de bicicleta e quanto aos comentários do tal senhor,já tudo de importante foi dito,mas realmente a inveja e mesquinhez de mãos dadas fazem uma pessoa parecer verdadeiramente RIDÍCULA !!!
david estrela e marilia em www.estrelasnarotadaseda.com

Anónimo disse...

Olá Rafael e Tanya. Depois de ler todos os comentários, ocorre-me apenas e só dizer-vos que;" Os cães ladram e a caravana passa." Boa sorte para o resto da vossa viagem.

Beijinhos

Cisfranco disse...

Caros amigos

Esse comentário não passa duma atoarda mandada para o ar que nem merece comentário nenhum. Não ligar a isso e atirem para trás das costas. Vozes de burro não chegam ao Céu...
Continuação de boa viagem, com boa pedalada!

Fábio Malheiro disse...

É a típica inveja do Portuga. Não liguem... eu venho de um meio pequeno onde este tipo de reações é bastante recorrente. As vezes as pessoas lidam muito mal com o sucesso do vizinho.
Se vocês estão a fazer o que estão a fazer é porque fizeram para o merecer portanto aproveitem :)

Continuação de uma boa aventura e força nessas pedaladas ;)

Posts mais populares